M.W.health
Remédios e Suplementos Naturais
 
 

A Disfunção Erétil nos Homens Jovens

  M.W.health  
 
 
 

Vários estudos realizados nos últimos anos têm demonstrado que a disfunção erétil nos homens jovens é muito mais comum do que antes se pensava. Na verdade esta doença está a aumentar nos homens jovens, com menos de 40 anos, e a diminuir nos homens mais velhos, o que surpreendeu os próprios pesquisadores.

Neste artigo vamos analisar o porque dos homens jovens estarem a sofrer com disfunção erétil e os tratamentos naturais que existem para os ajudar.

Causas físicas da disfunção erétil nos homens jovens

A disfunção erétil está na maioria das vezes relacionada com a circulação sanguínea, devido ao endurecimento das artérias, chamado de osteoporose, pressão arterial alta e diabetes. Mas o problema é que este tipo de doenças aparecem normalmente nos homens acima dos 40 anos.

Então qual será a causa da disfunção erétil nos jovens? Na verdade existem vários fatores que podem contribuir para o aparecimento desta doença em idades cada vez mais novas, como:

= A obesidade. Os jovens de hoje são consideravelmente mais gordos que os das gerações precedentes devido aos seus maus hábitos, que começam logo na infância. As crianças de hoje jogam sentadas em frete à televisão enquanto os seus pais brincavam na rua a correr, e os homens jovens continuam a seguir os mesmos vícios aprendidos em infância.

O sedentarismo, ligado a um aumento do peso muito acima do recomendado para a idade estão entre uma das principais causas que os investigadores apontam para o aparecimento da disfunção erétil nos homens jovens.

A obesidade e o sedentarismo são uma das principais causas da disfunção erétil nos homens jovens.

= O consumo de drogas recreativas. Outros dos fatores apontados como responsável pela impotência em idades baixas está no consumo de drogas e tabaco, que por norma andam ligadas entre si.

Embora as gerações anteriores fumassem mais tabaco elas começavam o vício numa idade mais avançada e portanto os seus efeitos nocivos faziam-se sentir mais tarde. Para além disso o fumo do tabaco ligado a outras drogas tem como resultado um endurecimento dos vasos sanguíneos levando a que o sangue tenha mais dificuldade em circular e assim permitir uma ereção.

= As bebidas alcoólicas. O consumo cada vez crescente de vários tipos de bebidas alcoólicas, principalmente os shots e a cerveja, por homens cada vez mais jovens é apontado como um dos principais responsáveis pelo aparecimento precoce da disfunção erétil.

Para obter uma ereção é preciso que várias coisas funcionem em conjunto de maneira harmoniosa. Não é apenas a circulação sanguínea, mas também o sistema nervoso responsável por enviar e trazer os sinais do cérebro, e o próprio cérebro, que têm que funcionar em sintonia para que uma ereção aconteça e se mantenha. O álcool afeta fortemente o cérebro e quando ingerido em idades baixas pode causar danos irreversíveis que mais tarde se vão repercutir em vários tipos de doenças, sendo uma delas a disfunção erétil.

Desordens hormonais=Desordens hormonais. Algumas desordens hormonais como a baixa testosterona e, principalmente os alto níveis de prolactina (uma hormona feminina que faz crescer as mamas), estão muitas das vezes presente em homens muito novos. Mesmo abaixo dos 30.

A baixa testosterona está normalmente ligada a uma má alimentação, baseada em fast-food, no tabaco e no consumo de drogas.

O aumento da prolactina está, na maioria das vezes, ligada ao uso de esteroides que muitos jovens tomam para criarem músculos mais rapidamente.

Estas são as principais causas que afetam a saúde física dos jovens e que estão a fazer aumentar consideravelmente os sintomas de disfunção erétil nos homens jovens. Todas elas têm forte influência na vida sexual em qualquer idade e, quanto mais cedo os primeiros sintomas aparecerem, mais provável é que o homem fique completamente impotente em idades que normalmente começavam a aparecer os primeiros sintomas, a menos que tome medidas preventivas para o evitar.

Causas psicológicas da disfunção erétil nos homens jovens

Embora existam cada vez mais causas físicas nos homens jovens a verdade é que nos homens jovens a maioria dos casos de disfunção erétil tem a ver mais com causas psicológicas, ou uma mistura de ambas. Por exemplo, o homem pode broxar devido a um dos problemas físicos apontados acima, que depois vem a criar o que se chama ansiedade de desempenho sexual, em que basicamente o homem fica com receio que volte a acontecer, e esse medo depois acaba por ser o principal causador da dificuldade de obter e, principalmente, manter uma ereção.

O “medo de falhar” (ansiedade de desempenho) é a causa psicológica mais comum nos homens novos.

Isto pode não parecer muito grave mas é muito perigoso. Se o homem deixa estabelecer um padrão o cérebro dele assume que “ele vai falhar” e falha mesmo. Tendo em conta que o cérebro é que comanda tudo, quando se cria um padrão, cria-se o chamado efeito “bola de neve” em que quanto mais vezes ele falha mais medo ele tem de falhar, e mais vezes falha.

É vital quebrar esse padrão negativo e transforma-lo num padrão positivo em que o homem cada vez falha menos e, por conseguinte, cada vez vai ganhando mais confiança. Os remédios naturais para a disfunção erétil são ótimos para quebrar estes padrões e darem confiança ao homem.

Tendo em conta que os estímulos que levam a uma ereção começam sempre no cérebro condições como o estresse, a ansiedade e a depressão interferem fortemente nesses estímulos e podem causar disfunção erétil.

A depressão tem também como reação um alheamento da pessoa, em que ela tende a isolar-se e a deixar de sentir prazer em coisas que antes fazia e que lhe davam prazer. Uma dessas coisas é o desinteresse pelo sexo e mesmo pela companheira.

O estresse nos dias de hoje é um assassino silencioso, que não afeta só a nossa vida sexual mas a nossa vida no geral. O estresse pode estar relacionado com problemas pessoais (família ou amigos) com problemas profissionais (ou a falta deles, como o desemprego), com problemas financeiros, como dividas ou dificuldade de conseguir manter uma vida minimamente digna, ou pode estar relacionado com a própria relação (problemas entre o casal) ou mesmo com a própria sexualidade.

Muitos desses problemas no seio do próprio casal devem-se a uma falta de comunicação que faz com que os efeitos tomem proporções muito maiores do que deveriam. Por exemplo:

A mulher pode pensar que o homem já não gosta dela ou que tem outra pessoa na sua vida e começar a afastar-se dele. O homem ao sentir o afastamento da mulher pensa que se deve ao fato de ele não conseguir satisfaze-la, devido à disfunção erétil, e acaba por boxar com mais facilidade ou começar também a afastar-se da sua companheira.

A disfunção Erétil pode levar a distúrbios sexuais em ambos os parceiros.

Isto pode levar a distúrbios sexuais em ambos os parceiros, em que cada um pensa uma coisa completamente diferente da realidade e aos poucos se vão afastando um do outro, em vez de falarem e procurarem resolver o problema, e que em muitos casos pode acabar com a relação.

Os primeiros sintomas de disfunção erétil podem igualmente criar muito estresse e ansiedade no homem, principalmente quando este é ainda novo, levando a que o homem fique sobre estresse assim que começa a pensar que tem que ter relações e crie uma efeito Ação Vs Reação que torna os sintomas da disfunção erétil cada vez piores.

Tratamento da disfunção erétil nos homens jovens

Uma ereção envolve o cérebro, os nervos, os músculos, as hormonas e a circulação sanguínea. Todos estes sistema funcionam em conjunto para permitir que o pênis se possa encher de sangue e criar uma ereção. Se um ou mais de estes sistemas falham o homem é incapaz de conseguir obter ou manter uma ereção durante o tempo suficiente para concluir uma relação sexual.

A primeira coisa que os homens devem recorrer é aos suplementos naturais, não à pílula azul.

Por norma o homem pensa que a solução passa pela toma do famoso comprimido azul ou um dos seus congêneres, mas está errado, pois eles apenas “tratam” um dos problemas: a circulação sanguínea. Ao dilatar as veias do corpo inteiro (incluindo as do pênis e do cérebro) eles permitem que uma ereção seja possível. Mas não tratam o problema, apenas o enganam.

A primeira coisa que os homens devem recorrer é aos suplementos naturais que abordam por norma todas, ou pelo menos várias, das causas citadas acima. Um bom suplemento para a disfunção erétil é afrodisíaco, relaxante e estimula igualmente a circulação sanguínea. Tudo isto sem os efeitos secundários nocivos que os químicos causam e sem causarem habituação.

É a abordagem correta. Principalmente num homem jovem que, com certeza, não vai querer viciar-se logo na toma da famosa pílula azul, que uma vez começada a tomar é difícil deixar de o fazer.

 
 
Escrito ou Revisto por
 
 
melhor
 
 
 
 
Siga-nos:

Ou recomende nossa página para seus amigos
» Sobre » Contatos » Condições
As informações contidas neste site têm por objetivo apenas fins educacionais. Esta informação nunca deve ser tida como conselho medico ou como prescrição de tratamentos para qualquer doença.
Men and Women Health® Todos os Direitos Reservados