O que Mata o Primeiro Encontro com uma Namorada?

As razões para você estar involuntariamente solteiro, podem estar todas em sua cabeça. Você não está amaldiçoado. Você não é feio. Você não é burro, nem está danificado. Você só está confuso – como muitos homens que procuram conquistar uma namorada sem sucesso.

Há muitas garotas por aí que também não sabem como namorar. Elas podem escondê-lo um pouco melhor do que os rapazes, mas este artigo também pode-se aplicar a elas.

Não importa quem você é. A maioria das pessoas parece que tem um dom para tornar a vida mais difícil do que ela precisa ser. Sempre pensamos de uma maneira negativa, como se algo não vale a pena ter, a menos que nos matemos para consegui-lo.

comece já a procurar por uma namorada

Aplicamos esta ideia aos relacionamentos, e os arruinamos. Pensamos que temos que cortejar e ser cortejados a toda a hora. Há caras que passam a noite inteira tentando prender a atenção de uma garota, ignorando todas as outras potenciais namoradas que podiam ter conseguido com muito menos esforço.

E há garotas que recusam homens inteligentes e atraentes em festas só porque não conseguiam abrir uma garrafa com as próprias mãos, ou fazer outra habilidade banal. É ridículo, mas é verdade. Damos mais valor ao superficial do que às verdadeiras virtudes de uma pessoa.

Conseguir uma namorada ou um namorado deve ser fácil, se você fizer tudo certo. Isso não significa que isso acontecerá mais rápido, ou que será necessário menos esforço. Mas quase certamente vai lhe causar menos trabalho e sofrimento.

Namorar não deve ser uma tortura. Deve ser excitante. Se não for, você está entrando nele com a cabeça cheia de falsas suposições, pois que interesse pode ter um relacionamento de você não se sentir plenamente bem nele? O preconceito de confirmação mata a maioria dos encontros.

É estupido mas veja o que acontece na maioria dos encontros: algum dos dois começa a se preocupar de não terem os dois o suficiente em comum, ou de não serem bonitos o suficiente e pensam logo que não são compatíveis para namorarem. Então, os homens começam a agir como alguém que não são, só para tentarem conquistar a mulher que têm à frente.

Pedro Pinto, do site conquistar, avisa nos diversos artigos que escreve que o homem deve ser natural e verdadeiro, que não deve mentir nem fingir ser quem é para conquistar a garota que ele gosta porque as mulheres sentem isso à distancia e afastam-se.

A mulher vê isso e começa a perder o interesse. O encontro atinge a turbulência, e o homem em vez de ser honesto tenta salvar o encontro aumentando ainda mais a sua persona falsa. Se ele acha que deve ser engraçado para conquistar a namorada que ele quer, ele começa a tentar fazê-la rir ainda mais.

Se ele está preocupado porque tem um salário baixo, ele compra uma garrafa de vinho que não pode pagar, só para tentar impressionar a mulher e disfarçar a sua verdadeira posição social. A noite vai seguindo cada vez mais incômoda para os dois, porque a mulher começa a aperceber-se de que ele está fingir ser o que não é só para impressiona-la, e ele, com medo de perde-la ainda aumenta mais a farsa.

desiste de procurar uma namorada

Depois disso, o homem acaba por se refugiar no preconceito de confirmação. Ele interpreta mal a falta de interesse da mulher como prova de que ele estava certo o tempo todo. Ele não é bonito ou inteligente o suficiente para alguém como ela. Ele pode até começar a pensar que todas as mulheres são apenas interesseiras e não lhe dão valor.

Aqui está a realidade: As mulheres ficam desligadas por conversas cheias de indecisão e sedução, em que vêm que o homem não está a ser verdadeiro e apenas a quer conquistar provavelmente para a levar para a cama, mesmo que o homem procure uma namorada com intenções sérias.

Tudo isso aponta para o mesmo problema básico – a insegurança do homem, quando procura desesperadamente por uma namorada.

Nós tendemos a lidar com a insegurança da pior maneira. Se não nos achamos inteligentes, engraçados ou atraentes, tentamos convencer a outra pessoa de que somos, fingindo ser aquilo que achamos que não somos mas gostaríamos de ser. Queremos que elas pensem isso de nós, mas quando não é verdadeiro elas facilmente descobrem que estão a ser manipuladas e perdem o interesse no encontro, enquanto nós nos esforçamos cada vez mais para a conquistar com mentiras e falsidades.

Isto é o que mata os encontros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *