Como a Falta de Dormir Prejudica Nossa Saúde

Uma equipe de pesquisadores da Universidade de Nova York entrevistou milhares de pessoas na web para descobrir aquilo que cada uma pensava sobre o sono. A verdade é que existem muitos mitos que prejudicariam nossa saúde e que pensamos serem verdade.

Enquanto a maioria das pessoas entrevistadas sabe que o sono é uma parte importante de uma boa saúde, muitos equívocos ainda circulam na mente das pessoas.

O que é mais irritante é que esses mal-entendidos sobre o sono podem prejudicar gravemente a nossa saúde, como explicam os pesquisadores da Universidade de Nova York.

Estes investigadores pesquisaram na web os principais mitos sobre o sono, que eles desmontaram um por um, enquanto explicam como acreditar que alguns podem prejudicar a saúde mas nem todos. Eles publicaram suas descobertas, complementadas por estudos científicos, na revista Sleep Health.

Dormir menos de 5 horas prejudica a saúde

Embora seja possível ajustar o seu ritmo para dormir menos de cinco horas por noite, e se muitas figuras políticas já o fizeram quando estão em campanhas, dormir menos de cinco horas regularmente não é de todo uma boa ideia.

“Temos muitas evidências para mostrar que dormir cinco horas ou menos aumenta constantemente o risco de ter consequências adversas à saúde”, disse a pesquisadora Rebecca Robbins.

A falta de sono está, de fato, fortemente associada a um risco maior de doença cardiovascular e a uma expectativa de vida mais curta. A quantidade ideal de sono é de cerca de 8 horas por noite, por isso dormir regularmente cerca de 5 horas é definitivamente insuficiente.

Beber álcool antes de dormir não é boa ideia

Beber um pouco de álcool antes de ir dormir para dormir melhor é um mito, garante a equipe de pesquisadores. “Isso pode ajudá-lo a adormecer mais rapidamente, mas isso reduzirá drasticamente a qualidade do seu sono naquela noite e, portanto, é prejudicial”, disse o Dr. Robbins. Além disso, o álcool é uma bebida diurética, o que faz com que o desejo de urinar possa, portanto, interromper o sono.

Assistir à TV na cama ajudaria a relaxar mas diminui a qualidade do sono

Assistir um pouco a TV para relaxar antes de ir para a cama é uma ideia que muitas pessoas partilham. Novamente, essa frase que ouvimos com frequência não ajuda, e pode até fazer o oposto do esperado.

Muitas das vezes, quando assistimos televisão, é o noticiário da noite ou algum filme violento e isso é algo que vai causar insônia ou estresse antes de dormir, por isso tentamos relaxar mas não conseguimos, diz o Dr. Robbins.

A TV, o computador e os smartphones devem ser evitadas pelo menos uma hora antes de dormir, porque a luz azul que emitem pode atrasar a produção de melatonina, a hormônio do sono.

Permanecer na cama sem dormir ajudaria a vencer a insônia é falso

Quando alguém está sentindo insônia, e já tentou de tudo para voltar a dormir, será melhor levantar do que ficar na cama contando as ovelhas. Estes pesquisadores aconselham que em vez disso deve ir fazer uma ocupação qualquer em outra sala.

Leia, arrume coisas… Faça seja o que for, o objetivo é mudar de ambiente para não combinar cama e insônia e, eventualmente, acabar por encontrar o sono. Só então deve tornar a deitar-se.

Enrolar quando o despertador toca está errado

Quando o alarme toca, seria melhor tentar levantar-se, em vez de pressionar o botão “repetir” do alarme para tentar aproveitar mais alguns minutos de sono. Seu corpo vai voltar a dormir, mas vai ser um sono muito leve e de muito má qualidade, pelo que não traz qualquer benefício.

Ressonar prejudica muito a saúde

Embora possa ser trivial roncar, como quando se tem um resfriado, o ressonar crônico que muitas pessoas têm pode ser um sinal de apneia do sono, que está associado ao risco de pressão alta, distúrbio do ritmo cardíaco ou acidente vascular cerebral.

Se o ressonar se estabelecer a longo prazo, será melhor consultar um especialista para detectar e administrar uma possível cura, porque ressonar constantemente não é um bom sinal.

Conclusão

Como podemos constatar por este estudo feito por estes pesquisadores muitas das coisas que as pessoas pensam sobre o sono e a maneira de dormir estão erradas, não passam de mitos que se vêm propagando ao longo de gerações mas que não tem nada de benéfico para a saúde.

Por isso se você também partilha alguns destes mitos deve abandona-los a bem da sua saúde a longo prazo, pois podem trazer-lhe muitos malefícios a longo prazo.

About Pedro

O Pedro é um entusiasta pela natureza e os comportamentos humanos, onde se encaixa os relacionamentos amorosos, os tratamentos naturais e os animais de estimação, entre outros temas similares.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *